Novo

Feminismo Na Amazônia - Violência Dom, Ed Ambiental E ´pp

68 reais

em 12x 6 reais con 48 centavos

Enviando normalmente

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Estoque disponível

Devolução grátis

Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia da loja

Sem garantia

Meios de pagamento

Boleto parcelado em até 12x

Mercado Crédito

Cartões de crédito

Pague em até 12x!

Mastercard
Hipercard
Elo
Visa

Cartões de débito

Mastercard Débito
Elo Debito
Visa Débito

Pix

Pix

Boleto bancário

Boleto

Características principais

Título do livroFeminismo na Amazônia
Autorshigeaki Ueki Alvs da Paixão, Aline dos Santos Pedraça e Marcos Antonio Braga de Freitas
IdiomaPortuguês
EditoraAlexa Cultural
FormatoPapel

Outras características

  • Gênero do livro: sociologia

  • Tipo de narração: Manual

  • Idade mínima recomendada: 10 anos

  • Idade máxima recomendada: 80 anos

  • ISBN: 9788554671433

Descrição

Este livro traz consigo um propósito de discutir uma temática que no
interior da sociedade brasileira assume papel extremamente relevante,
qual seja o modo como homens e mulheres no contexto amazônico
vivenciam as relações sociais e, por conseguinte, os conflitos ali
produzidos. Sejam esses conflitos de gênero, no campo educacional e das
relações entre os seres humanos e o ambiente em que vivem atuam e
desenvolvem novas intervenções sobre a natureza. É desse modo, que se
apresenta a coletânea de textos que se expressam temáticas correlatas,
qual seja: gênero, educação escolar e políticas públicas e ambientais.
Na parte que contém artigos sobre as relações de gênero, a categoria
analítica que mais se destaca é a violência proporcionando-nos um exame
qualificado, quão difícil se faz construir em nossa sociedade relações
sociais afetivas no contexto familiar marcado pelas desigualdades
socioeconômicas. Quando o gênero mulher é quem mais vem sofrendo e
sendo subsumida em relações sociais de gênero que revelam o lado mais
perverso das desigualdades.
Os textos, entretanto, para além das relações entre homens e mulheres nos
conduzem a outras temáticas sobre a sociedade amazônica, tais como a
ação humana diante à natureza, pensando aqui as políticas públicas tanto
na educação escolar quanto no setor energético. Por conseguinte, é por
meio das relações sociais que tecem entre si e o espaço vivenciado, diante
de suas necessidades básicas revertidas em serviços públicos, que homens
e mulheres vivenciam em meio às contradições, a tentativa de se educar e
assumir responsabilidades sobre o contexto societal.