Novo

Neoliberalismo: A Máscara Atual Do Capital

30 reais

em 6x 5 reais con 54 centavos

Enviando normalmente

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Estoque disponível

Devolução grátis

Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Meios de pagamento

Boleto parcelado em até 12x

Mercado Crédito

Cartões de crédito

Pague em até 6x!

Mastercard
Hipercard
Elo
Visa

Cartões de débito

Mastercard Débito
Elo Debito
Visa Débito

Pix

Pix

Boleto bancário

Boleto

Características principais

FormatoNão definido

Descrição

Neoliberalismo: a máscara atual do capital Michel Justamand 48pg - 14x21 ISBN 978-85-63354-71-6 Neste mais recente livro “Neoliberalismo: a máscara atual do capital”, Michel Justamand apresenta num panorama envolvente de conceitos e história do pensamento neoliberal, sua origem, força. Mostra o que essa lógica mundial vem gerando nas relações ao redor do mundo, a incessante busca por lucro, a globalização excludente, da pauperização do indivíduo humano, ao acúmulo nas mãos de poucos. Fruto de um pensamento que coletiviza o prejuízo e individualiza os lucros, individualização essa cada vez mais impessoal, tendo como braços as empresas transnacionais, que buscam incentivos e mão de obra barata. Dialogando com autores como Noam Chomsky vai ao longo dos capítulos mostrando as raízes e o processo neoliberal, as conseqüências e algumas situações de caso como em questões educacionais. “Somos a favor da universalização dos povos, não a globalização que pasteuriza a cultura e diferença em bens de consumo em souvenires”, dizia Antônio José Pato, mestre de capoeira no Maranhão, sobre os 'avanços' advindos da ideia neoliberal e o espaço dado neste projeto econômico-social, as artes e cultura. Ao fim de sua narrativa o autor aponta movimentos e mobilizações civis que aos poucos vêm se levantando e fazendo frente a esse pensamento dito hegemônico nos dias atuais. Para reflexão cito por fim Valmir Jordão: “Coca para os ricos, cola para os pobres, coca-cola é isso aí!” Boa leitura! Rafael Pessôa Sao Paio